A programação de cursos da Estação das Letras para o mês de agosto está cheia de propostas bacanas, como por exemplo:

  • Como publicar ficção (com o jornalista e escritor Elias Fajardo)
  • Caminhos da Comercialização: pré-vendas e vendas (com a diretora comercial do Grupo Companhia das Letras, Luciana Borges)
  • Revisão e preparação de originais (com o jornalista Alvanísio Damsceno)
  • Assessoria de Imprensa: das relações de massa para ações mais personalizadas (com a diretora executiva da MC Comunicação, Monica Coronel)

Confira a programação completa de temas, que contemplam, além de mercado editorial, gêneros literários diversos:  goo.gl/iaSYz8. As aulas são realizadas na Marquês de Abrantes, 177, no Flamengo, Rio de Janeiro. Inscrições pelo telefone: (21) 3237-3947.

 

Literatura para Todos

Além destes cursos, em agosto, o Instituto Estação das Letras (IEL) inaugura também o Projeto Literatura para Todos, com aulas regulares em cursos sobre gêneros literários e valores abaixo dos praticados pelo mercado para democratizar a acessibilidade das pessoas em projetos ligados à leitura e à escrita,

“Os cursos oferecidos pelo Projeto fazem parte do espírito coletivizador do IEL. Eles vêm juntar-se não somente à qualidade comprovada dos cursos da Estação, nos quais trabalhamos com mestres de excelência, assim como fazem parte de um acordo de colaboração entre orientadores e espaço”, explica Suzana Vargas, fundadora da Estação das Letras, que sempre desejou colocar a literatura ao alcance de todos, “entre professores, estudantes e pessoas impossibilitadas de fazer frente a custos mais altos”.

Eça de Queiróz; A Voz do Autor; Verso e Prosa; Processos Criativos em Ficção e Literatura Infantil e Juvenil estão entre os temas das aulas e os escritores Sérgio Nazar David, Angela Carneiro, Susana Fuentes, Ronaldo Wrobel, Marcia Cristina Silva, entre os professores.

Segundo Suzana, este é apenas o começo de uma política de bolsas de criação literária e vem mais por aí, com as ações voluntárias já iniciadas. O Leitura Solidária (realizada por voluntários para proporcionar momentos alegres  a outras pessoas) e o Samburá de Livros (recebe doações de livros de pessoas físicas e jurídicas para compor conjuntos com acervo de 50 livros que, após uma seleção com curadoria do IEL, serão doados a pessoas e instituições que realizem projetos de leitura) são exemplos da socialização proposta.